Home » Coluna e Opinião » Especial AF: “Não pregamos a Cura Gay e sim a cura da Homofobia”

Especial AF: “Não pregamos a Cura Gay e sim a cura da Homofobia”

1

Apóstolo Jota Macedo. Foto: Divulgação.

Reportagem especial Acontece Floripa – por Flávio L. Prestes

O apóstolo Jota Macedo é casado com Vanessa Grassi, pai de dois filhos e possui formação religiosa em uma das igrejas mais conservadoras do meio pentecostal evangélico: a Assembleia de Deus.

Nascido em Balneário Piçarras, no ano de 1979, vem ao longo dos anos buscando uma base bíblica para a tão falada cura Gay. “Depois de longos estudos chegamos a conclusão que Deus não busca modificar a sua própria criação, porém vimos que não há objetivos Divino na homofobia dentro das igrejas. Com esta interpretação e visão ampla das sagradas escrituras fomos levados por Deus a acolher nossos irmãos da comunidade LGBT”, destaca.

O projeto Acolhidos por Cristo
O projeto nasceu no ano de 1998, quando Jota era missionário em uma igreja evangélica. Segundo ele, Deus colocou um projeto no seu coração de levar a palavra de amor para toda a humanidade. “De uma forma onde pudéssemos cumprir o que diz em Marcos 16:15. Ele diz:Ide por todo o mundo. Ele não manda pregar aos héteros ou determinadas pessoas com orientação sexual e sim manda pregar para todos”, comenta.

Foi então que o apóstolo percebeu que na igreja que frequentava não teria a oportunidade de abraçar parte dos fiéis em razão de sua orientação sexual e de uma forma onde eles pudessem participar ativamente das reuniões e dos afazeres da igreja.

“Hoje Deus tem me levantado com força e determinação para um novo ministério, e desta forma nasce o projeto Deixados para Trás com a Igreja Acolhidos por Cristo. Nosso objetivo é termos templos onde poderemos nos reunir e cultuar todos juntos sem qualquer restrição. O foco é pregar o Sacrifício de Jesus por todos, não pregamos a Cura Gay, mas pregamos a Cura da Homofobia!”, garante.

Uma igreja que não prega a exclusão
A nominação segue uma visão e interpretação da Bíblia Sagrada, onde o destaque é para o Amor de Jesus. “O amor na morte de cruz, um sacrifício completo, onde jamais poderíamos como igreja excluir alguém. Com este projeto nascendo já com o intuito de pregar o amor, não precisaremos de inclusão, pois já nascemos para todos.”

A igreja busca proporcionar apoio espiritual a todo ser humano, fazendo com que todos tenham o direito de adorar a Deus.

Os preceitos
A doutrina está baseada nos ensinamentos de Cristo, em (Mateus 11:28, onde ele diz vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei), fazendo com que seu amor possa preencher os corações aflitos.

“Nos dias em que vivemos é revoltante vermos, em pleno século XXI, a igreja privando pessoas de fazer parte de suas liturgias, sendo que o principal motivo da morte de Jesus foi pregar o amor por todos. A religião tem matado muitas pessoas ao longo dos séculos, nosso intuito é levar as pessoas para Cristo, pois somente ele tem as palavras de vida eterna”, fala Jota.

Quais são as metas deste projeto?
“Nossa meta é alcançar a todos, independente de raça, cor ou orientação sexual, baseado em (Marcos 16:15, ele diz Ide, por todo mundo e pregai o evangelho à toda criatura), portanto nesta palavra vejo que a restrição só pode ser colocada por nós mesmos, ao rejeitar o evangelho, porém jamais pode ser colocada pela igreja. Nosso papel como igreja é abraçar e acolher espiritualmente todos aqueles que vem com necessidade de apoio espiritual, levando assistência para todos. Buscamos cada dia mais levar as pessoas a serem verdadeiras diante de Deus, da igreja e da sociedade, pois sendo desta forma conseguiremos fazer cumprir o desejo de Cristo na cruz do calvário.

ELE diz em João 10:10, Eu vim para que tenham vida, e vida com abundancia. Jamais teremos vida em abundancia vivendo infelizes ou frustrados, ou levando uma vida onde não somos reais. Desta forma viveremos para agradar a outros e não para sermos felizes e realizados.”

Casamento homoafetivo
“Todos os membros ativos na igreja tem o direito reservado em nosso estatuto de realizar sua cerimônia religiosa. Os membros da Igreja Evangélica Inclusiva Acolhidos por Cristo, estão convidados a deixar Deus realizar a sua obra através de sua vida.”

Atuação
A Igreja Acolhidos por Cristo ainda não tem sede em Florianópolis mas realiza seus cultos na capital catarinense, em residências de membros. Também possui atuação em Imbituba. Contatos com o o apóstolo Jota Macedo pelo telefone (48) 9 9187-3002.

Publicações Similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Translate »

Login